https://www.google.com/adsense/new/u/0/pub-3159886379608766/home Pega o Mapa!: Au Pair

Au Pair

Au Pair, programa de intercâmbio nos EUA destinado a pessoas entre 18 e 26 anos, onde as regras são, basicamente: morar com uma família americana por um ano, trabalhar para eles (e receber salário) como babá e estudar, por conta da família, um assunto do seu interesse em faculdade americana.

O programa de Au Pair pode ser feito em diversos países do mundo, mas é apenas nos EUA que ele tem as regras ditadas pelo governo, tais como: salário, descanso, férias, estudos, quantidade de crianças por família, reuniões mensais com coordenadores locais e assim por diante. Dessa forma, toda e qualquer agência deverá seguir estas regras. Nos outros países, todas essas regras e exigências dependerão de cada agência e de cada família, no entanto, isto não significa que o programa seja desregulamentado ou inseguro, muito pelo contrário! Apenas as regras que poderão variar.  Caso não vá para os EUA, certifique-se das regras e combine os detalhes do dia-a-dia antes do embarque para que não haja surpresas dos dois lados. As famílias que recebem Au Pair são, em sua maioria, pessoas flexíveis e de mente aberta, portanto o diálogo estará (e deverá estar) sempre presente.

Por muito tempo, tem sido o programa de intercâmbio de melhor custo-benefício. A Au Pair gastará, em média, apenas mil dólares para o contrato de 1 ano. O valor é realmente baixo pois o custeio é feito pela família americana. O que a família americana ganha com o programa? Eles ganham uma babá de baixo custo, que será mais flexível do qualquer "Nanny" americana que eles possam vir a contratar. 
.

Eles também contam com a diversidade que um estrangeiro possa trazer às crianças, e têm um carinho especial pelas latinas (embora o número de alemãs seja maior).

É comum Au Pair homem? Sim, os "Male Au Pairs" têm, em sua maioria, a função de irmãos mais velhos. São geralmente contratados por famílias cujas crianças são meninos em uma faixa etária em que são pequenos demais para ficarem sozinhos mas não tão pequenos para aceitarem ter uma babá. Conheci Male Au Pairs que também cuidavam de bebes, portanto não há uma regra. Em uma turma de 200 Au Pairs, aproximadamente 10 serão homens.

As agências brasileiras são, na verdade, "correspondentes" das agências americanas. Quando estiver na fase de pesquisa de agências, pergunte quem será a agência americana, pois é sob as normas dessa agência que você irá viver por 1 ano. A agência brasileira pode ser maravilhosa e a americana, uma bosta, o que é um grande fator para um ano ruim. O contrário também acontece. Portanto, PESQUISE!

A afinidade com crianças é o ponto chave. Mas caso você não goste de criança, nem aplique pois, certamente, seu ano poderá se tornar um inferno!!


Lembre-se: você está indo com o objetivo de morar um ano fora, melhorar o inglês e viajar. A família está te contratando para cuidar das crianças.

Para quem está iniciando o processo, mais uma vez: PESQUISE! A maioria das Au Pairs mantém blog, então sugiro a leitura para ter uma noção melhor sobre como é o dia-a-dia.  Hoje é muito mais fácil de se encontrar respostas pois quando eu fui, minha ferramenta de pesquisa era o falecido, querido e amado Orkut. Se depois de tudo que você leu por aí sobre o dia-a-dia de uma Au Pair, você ainda quer viver essa experiência muito louca, vai fundo! O meu ano foi INESQUECÍVEL, e desejo que o seu também seja!

Caso tenha alguma pergunta que o google nao respondeu, deixe nos comentários.

Bjos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário