https://www.google.com/adsense/new/u/0/pub-3159886379608766/home Pega o Mapa!: Seattle

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Seattle

Seattle. Pausa para importante reflexão de Meredith Grey nesse momento:


Embora Grey's Anatomy não seja de fato gravada em Seattle, sempre fui louca pra conhecer essa cidade plano de fundo da série que desidrata minha alma todas às quintas feiras, desde 2002. 


Seattle fica no estado de Washington e é uma cidade super importante nas áreas portuária e tecnológica (logística, construção naval e aérea e centro de tecnologia de softwares de grandes empresas). Foi interessante ter um cruzeiro para o Alaska saindo de Seattle já que a cidade foi bem importante para o desenvolvimento do Alaska na época da corrida do ouro (era a última cidade americana antes do Canadá, ou seja, a mais próxima do Alaska).


Também é uma cidade muito forte artisticamente, reconhecida como o centro artístico do noroestes dos EUA (museus, inúmeras companhias de dança e balé, centenas de companhias de teatro e muita arte contemporânea nas ruas). E tudo que envolve arte, envolve pessoas de mente aberta!


Dia de Seattle é dia 1 do cruzeiro, dia de despachar os passageiros antigos e embarcar os novos (e olhar pra cara deles pra saber se o cruzeiro vai prestar ou não. Não que seja possível prever, mas é sempre divertido!). Também é dia de receber mercadoria nova, o que significa que? Sim, que nós sempre trabalhamos em Seattle. Se você está se preparando para embarcar pela primeira vez em um cruzeiro, saiba que você vai trabalhar muito no dia 1, não se iluda como eu me iludi, achando que ia andar de boas pela cidade toda semana. Em Seattle sempre trabalhamos MUITO!


Mas houve aqueles “Seattles” em que conseguimos sair, e claro que, sempre que trabalhávamos, o dia lá fora estava lindo, e sempre que saíamos, chovia. Mas obviamente saíamos mesmo assim!

Eu saí 5 preciosas vezes em 5 meses e consegui fazer várias coisas! Vamos à elas:

Space Needle! Sim! Aquela torre linda que é a assinatura da cidade. A torre foi construída em 1962, tem 184 metros de altura e a vista lá de cima é linda, linda...



No mesmo parque onde fica o Space Needle, fica também o museu Chihuli, que é um artista que cria peças lindas soprando vidro. As coisas que ele faz são realmente incríveis! O museu conta com uma área interna (peças de decoração e lustres) e externa, com um jardim de vidro.




A “Seattle Great Wheel” (roda gigante) fica em downtown  e assim como o Space Needle,  também faz parte do cartão postal da cidade. 



Fomos no Aquário da cidade, que também fica em downtown, ao lado da roda gigante. peixinhos marotos nadando de boas e mais aquele monte de vida marinha típica de aquários. Mas uma das coisas que eu mais gosto de ver em aquário são as crianças enlouquecidas com as carinhas coladas no vidro, especialmente procurando o Nemo...

Public Market: um mercadão onde se vende de tudo e você quase não consegue andar, como qualquer outro mercado municipal. 
(foto da internet porque nao sei onde a minha foi parar...)

Fomos também num museu de música. A proposta é boa, mas o museu é fraco. Uma das atrações principais é a sala sobre o Nirvana, porque eles são de Seattle. 


Esse mesmo museu tem uma área de ficção científica com filmes nerds e a gente pode simular uma batalha de Star Trek.

No geral, Seattle é uma cidade linda, com trânsito organizado, ruas largas e bem cuidada, inclusive com um centro da cidade bonito. É relativamente grande e bem movimentada. Encontramos um número enorme de moradores de rua que aparentemente a cidade não consegue dar conta. Cabe observar que sempre vemos os moradores de rua comendo no McDonalds (fica aí para a problematização sobre os mercados e custo-Brasil, rs).

Foram 21 Seattles ao todo e, mesmo quando chovia, ela era linda. E quando não chovia, ela era mais linda ainda!


2 comentários:

  1. Quando vc falou ontem no telefone sobre post e série, eu sabia que era sobre Seattle e Grey's!! Como não ser né?!?!?! Prima, sei nem o que falar! Emocionadaaaaa!!!!

    ResponderExcluir
  2. Seattle é bem linda mesmo. Não sei se é pela proximidade, mas me lembra mais uma cidade canadense do que americana.

    ResponderExcluir