https://www.google.com/adsense/new/u/0/pub-3159886379608766/home Pega o Mapa!: O verdadeiro Luau Havaiano - Lahaina, Havaí

sábado, 26 de novembro de 2016

O verdadeiro Luau Havaiano - Lahaina, Havaí

Acordar cedo, botar o biquini e sair feliz pelo navio! Lahaina é um porto de tender (não há porto, então o navio ancora no mar e vamos até a praia naqueles barquinhos), o que significa que dá mais trabalho para sair do navio. Lahaina também é, no entanto, um porto de overnight (pernoite), então ninguém precisa se preocupar com a hora de voltar para o navio pois só sairemos no dia seguinte.

Lahaina é um "distrito" (não é bem um distrito, e sim uma região) na ilha de Maui. Completamente diferente da capital Honolulu, que é uma cidade relativamente grande, Lahaina é uma cidadezinha praiana, pacata e pequena.



Nossa programação era pegar uma praia durante o dia e ir a um luau à noite. Um luau havaiano. O original!

A praia é deliciosa: água clara, areia fina, e muito quente! Depois de um Alaska, tudo que  a gente precisava era de um "muito quente"! A Água era maravilhosa e dava pra nadar com os peixinhos e tartarugas S2

Ficamos na praia de Ka'anapalli, que é uma praia mais distante do centro (15 minutos de taxi) . Eu não tirei muitas fotos da praia por motivos de: estava tomando sol. Mas como ela é realmente muito bonita, seguem umas do google:



Voltamos ao navio para nos arrumarmos para o Luau, que seria num hotel. Luau, inclusive, que para mim sempre foi uma coisa tipo "praia, música, à luz da Lua" (e daí viria o nome). Nunca estive tão enganada! Quando notei que o nome em inglês também era luau, fui pesquisar a origem da palavra. O google me disse que: Luau, na língua havaiana, se escreve "lu'au", e significa "taro", que é o nome de uma planta que eles cozinhavam na cerimônia. O luau, que é uma festa típica havaiana, teve início quando um rei polinésio resolveu quebrar o costume que separava homens e mulheres na hora da refeição, e passaram a comer todos juntos. O foco do luau, na verdade, é a comida, que tem um significado fortíssimo. Fiquei no chão quando descobri que não tinha nada a ver com música!

Taro

O Luau havaiano de hoje é assim: num espaço aberto, mas não na praia. Você se senta à mesa, porque irão servir comida, e existe um palco onde fazem as apresentações.


Você ganha o famoso colarzinho havaino, que é feito de planta (não sei qual) e bebe a bebida típica à base de rum, Mai Tai, até ficar bêbado, porque é open bar (ouvi um amém?). Come várias comidas típicas, que na verdade são formas diferentes de cozinhar arroz, frango, porco e legumes (ou seja, não é uma comida exótica) e assiste às apresentações. 



O grupo que se apresentou é o (regionalmente) famoso Drums of the Pacific (Tambores do Pacífico). É como se fosse um teatro onde a história de um príncipe e uma princesa é contada. A narradora começa falando um pouco sobre o luau, faz uma oração em havaino, e a apresentação começa com muita música, dança e tambores. Os tambores são apresentados pelos homens, a dança (incluindo aula de Hula), pelas mulheres, e no final da história a princesa casa com o príncipe, claro!



O Luau acabou, fomos embora bem felizes! No dia seguinte, andei um pouco por Lahaina para me despedir, pois teríamos mais 6 dias de mar pela frente.

O Havaí foi lindo! Mais do que eu imaginei...

2 comentários:

  1. E você achando que ia dançar É o Tchan no Havaí?! Hauahaua.

    ResponderExcluir
  2. Hahahaha imagina?! Amigo, a gente queria mesmo era beber Mai Tai e ver as dançarinas polinésias, que são lindas mesmo!

    ResponderExcluir