https://www.google.com/adsense/new/u/0/pub-3159886379608766/home Pega o Mapa!: A Costa Oeste

sábado, 15 de outubro de 2016

A Costa Oeste

Ahhhhhhh, a Costa Oeste! São Francisco! Aquela cidade pela qual me apaixonei há 6 anos atrás e prometi a mim mesma que voltaria. Bem, nem preciso dizer que quando vi que São Francisco estava na rota do Explorer, pulei de felicidade, ne?! Mas o que eu só fui  descobrir a bordo, é que seria um porto com pernoite (overnight), o que significa que: não trabalhamos à noite, podemos de fato curtir a noite da cidade (nem precisamos voltar pro navio, se não quisermos) e que só iremos embora no dia seguinte, à tarde. Não poderia ser melhor!!

São Francisco fez parte da rota do Explorer por 3 cruzeiros e todo mundo (TODO MUNDO) estava ansioso por esses cruzeiros na costa oeste, porque seria uma mudança maravilhosa de clima depois de uma longa temporada no Alaska. São Francisco prometeu muito. E cumpriu!

A nossa rota foi:
- Dia 1: Seattle
- Dia 2: Astoria (Oregon)
- Dia 3: Dia de mar
- Dia 4: São Francisco
- Dia 5: São Francisco
- Dia 6: Dia de mar
- Dia 7: Victoria (Canadá)

No último dos 3 cruzeiros, tivemos também Santa Bárbara na rota e foi um cruzeiro de 8 dias.

Sobre Santa Babara, posso dizer que ela parece ser uma cidade muito linda, vista do navio, rs. Foi um “tender port” (quando não há porto para o navio atracar, ele apenas ancora no mar e descemos nos “tenders”, que são os botes salva-vidas amarelinhos). Quando isso acontece, os tripulantes têm que esperar, em média, 2 horas para sair do navio, porque obviamente a prioridade é dos passageiros, e a fila pra voltar pro navio é sempre grande. Atrasos de tripulante pode significar não poder sair no porto seguinte, ou seja: muita correria, muito trabalho e o risco de perder São Francisco, decidi não sair. 

Já sobre Astoria, no estado de Oregon: ainda estou tentando entender por que raios atracamos lá. Astoria é um importante porto de cargas porque aparentemente foi o primeiro porto da costa Oeste. E só. A cidade é feia e não tem absolutamente nada pra se fazer lá. O (único) ponto turístico é a “casa dos gunnies”, que é aquele filme da sessão da tarde que eu confesso que nunca assisti. Estivemos 3 vezes em Astória e eu desci só na última. Ao invés de ir na casa dos gunnies, eu fui comprar roupa, porque não sou obrigada.

Agora, sobre São Francisco, serão 3 postagens, 1 para cada cruzeiro, porque o blog é meu <3 p="">



Nenhum comentário:

Postar um comentário